quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Random #5

Olá! Hoje era para postar o meu balanço de 2015, mas isso terá que ficar para depois, assim como o post com os meus objetivos literários para 2016.
Desejo a todos um Feliz Ano Novo, que 2016 seja tão bom ou melhor do que este ano e que vos traga tudo aquilo que vocês desejam alcançar, mas que acima de tudo seja um ano cheio de amor, sucesso e mita paz.
Que 2016 seja também um ano marcado por muitas e boas leituras!

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Opinião | Outubro negro - Catarina Janeiro

Olá! Bem, ainda vamos nas opiniões relativas às leituras do mês de Novembro, diria que este atraso começa a tornar-se um hábito aqui no blog, mas pronto.
Quero aproveitar para deixar o meu agradecimento à editora Coolbooks por me disponibilizar a enviar este livro que se revelou uma agradável surpresa.
Nome: Outubro negro
Autora: Catarina Janeiro
Editora: Coolbooks
Edição/reimpressão: 2015
ISBN: 978-989-766-046-7
Páginas: 260
Sinopse: ""Quem com fogo mata, com fogo morre."
Albano é um homem reservado, médico num hospital psiquiátrico, e é na sua profissão que tem focado todas as suas energias e expectativas ao longo dos últimos 24 anos. Disciplinado e racional por natureza, encerrou dentro de si as tragédias que marcaram a sua vida.
A morte do seu melhor amigo, Augusto, num tempestuoso dia de outubro, seguida da morte da sua única namorada, roubaram-lhe o fim da adolescência e moldaram a sua vida futura.
Repetições de um passado negro, marcado pela morte e vingança e há muito esquecido, obrigam Albano a recordar a altura mais difícil da sua vida. Acontecimentos bizarros e inexplicáveis obrigam-no a confrontar o real e o sobrenatural, o bem e o mal, o seu presente e o seu passado."


Opinião: A minha grande pena no que toca a este livro foi não ter conseguido mesmo lê-lo no decorrer do mês de Outubro, porque se inicialmente pensava, no fim fiquei com toda a certeza de que este é o tipo de livro ideal para ler nesse mês, mas é tão bom que aconselho que o leiam independentemente do mês ou da altura do ano em que o façam. 
    Este livro é mais um daqueles raros casos em que parto para uma leitura sem conhecer praticamente nada sobre o mesma, só tinha lido uma opinião, a da Carla, mas de resto foram tudo expectativas. Expectativas essas que não só foram atingidas, como foram superadas. 
    Não sou uma leitora muito assídua deste género literário, mas a verdade é que gostei de tudo neste livro: as personagens, a construção de todo o enredo e a forma coerente como a vida dos personagens se foram cruzando. 
    Este livro conta-nos a história de Albano que sempre teve uma enorme e forte amizade com Augusto, ambos consideravam-se e viam-se como dois irmãos porque faziam tudo juntos. Mas com o avançar dos anos Augusto muda e revela-se uma pessoa completamente oposta àquela que Albano conhecia e gostava: sombrio e ressentido com a vida e com todos, o que acaba por levar o seu amigo de longa data, Albano, a afastar-se. Uma tragédia acontece no mês de Outubro e, Augusto morre queimado na serração do qual o seu pai é gerente. Como se uma tragédia não fosse suficiente, passados poucos meses desse incidente, Albano também tem que lidar com a morte da sua namorada da adolescência, Glória. 
    A verdade é que ambos esses acontecimentos acabam por abalar e muito a adolescência de Albano, acabando por moldá-lo para o resto da vida, uma vez que ele opta por ir estudar para bem longe de casa de modo a manter-se longe da aldeia que o viu nascer porque sente-se incapaz de lidar com aquele passado cheio de tristezas e perdas. 
    Albano torna-se médico num hospital psiquiátrico e depressa nos apercebemos que estamos perante um homem reservado e com muito poucas relações sociais (sinceramente diria nenhumas, mas pronto) sendo que é um homem que se limita a focar toda a sua atenção e energia no seu trabalho. Mas eis que coisas muito estranhas começam a acontecer e Albano começa a ser assombrado de variadíssimas formas pelo seu tão oprimido e tenebroso passado. 
    Por sorte Albano cruza-se com Patrícia, uma enfermeira no mesmo hospital, que o acompanha durante esta jornada em que procura entender o que se está a passar, sendo Patrícia o seu grande pilar durante todo este caminho, acabando por ficar também ela em perigo de várias formas. 
    É aqui que a história começa a ganhar forma o faz o leitor querer saber constantemente o que é que realmente se está a passar, mas a verdade está mesmo em cima dos nossos olhos e no final tudo nos é explicado. 
    Os capítulos deste livro vão intercalando entre o presente da vida de Albano e o seu passado, sendo que enquanto vamos acompanhando o seu dia-a-dia, vamos também conhecendo alguns detalhes fundamentais do seu passado. 
    Diria que esta estreia da autora foi um excelente começo, tão bom que sinceramente não diria que fosse o seu primeiro livro a ser publicado, porque a verdade é que ela soube colocar todos os ingredientes nesta obra, não conseguindo deixar o autor indiferente à mesma. 
    E bem, aquele final deixou-me com a pulginha atrás da orelha porque de alguma forma ficou em aberto, então acho que este é daqueles livros passível de ter uma continuação do futuro, porque cá para mim as coisas podem ter terminado, mas também existe a probabilidade de não estarem assim tão terminadas.
"Um dragão cuspirá sempre fogo, por muito que o adores. E, a determinada altura, tens de escolher. Ou acabas com ele, ou deixas que ele consuma o teu lar. O mal só termina quando aniquilado."
Classificação: 

Playlist:


Esta leitura teve o apoio da Coolbooks que me enviou o exemplar em troca de uma opinião sincera.

sábado, 26 de dezembro de 2015

TOP 5 | Livros publicados em 2015 na minha wishlist

Olá! Muitos foram os livros publicados ao longo do ano de 2015 que despertaram o meu interesse, alguns consegui ir adquirindo ao longo do ano aproveitando algumas promoções - antes desta nova lei entrar em vigor, claro -, contudo muitos foram aqueles que foram ficando na minha wishlist, sendo que decidi fazer um top 5 desses livros que quero ler com alguma urgência durante o ano de 2016.
Pura coincidência é daqueles livros que facilmente compraríamos pela capa, não fosse o excelente trabalho gráfico que está presente na mesma. Para mim que não sou uma leitura assídua de thriller ou policiais, este livro vai ser certamente uma leitura obrigatória para o ano de 2016 porque tem-me deixado com a pulga atrás da orelha desde o momento que saiu e as críticas tem sido para lá de positivas.
Trono de vidro é daqueles livros que também tem sido muito falado e muito adorado, afirmando-se como um livro que faz as delícias aos fãns do género fantástico. Esta é uma saga que não vou querer perder e que espero sinceramente que seja publicada na totalidade em Portugal.
Eu dou-te o Sol é outro livro com uma capa belíssima, cheia de vida e cor e que nos remetem de imediato para o Verão, verdade seja dita. Este é um livro que quero muito ler, mas que tenho receio de não corresponder às minhas expectativas, mas certamente que em breve terei oportunidade de saber se corresponde ou não às mesmas.
Rainha vermelha é outro dos livros que embora queira muito ler, tenho aquele receio miudinho que fique aquém daquilo que espero dele. Sinceramente tenho lido várias opiniões sobre ele e há até quem o compare com outros livros, nomeadamente Jogos da Fome, mas pronto veremos o que este livro me reserva no futuro.
Perguntem a Sarah Cross é outro livro que tem tido críticas excelentes o que me faz acreditar que seja uma excelente obra e daquelas que não vou mesmo querer passar ao lado, já para não falar que de um autor nacional o que para mim é outro incentivo para lê-lo.
Qual é o vosso top 5 de livros publicados este ano que vão querer ler no próximo?

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Random #5

Olá! Hoje venho mesmo só de passagem para deixar aqui os meus votos de Boas Festas para todos vocês.
Espero que tenham um excelente e feliz Natal, que o passem na companhia daqueles que mais gostam e que tenham alguns miminhos no sapatinho, e se forem livrinhos melhor.

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Resultado | Passatempo Especial Natal

Olá! Hoje trago-vos finalmente o resultado do passatempo de Natal que esteve a decorrer aqui no blog. 
Quero começar por deixar o meu agradecimento a todos os participantes que foram bem mais do que aqueles que esperava inicialmente.
Ora muito bem, no total o passatempo contou com 73 participantes, sendo que cada um podia ter até 4 entradas, o total de participações válidas foi 248. Fiquei muito contente por ver que a maioria aproveitou as quatro entradas que tinham à disposição.

Vencedor: Entrada número 11 que corresponde à participação da Mafalda Correia de Miranda do Corvo.
 Muitos parabéns à vencedora! Entretanto posso dizer-vos que os miminhos já seguiram hoje de manhã por correio.

Quanto aos outros participantes não desanimem, estou a ponderar seriamente em trazer outro passatempo aqui ao blog muito em breve.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Opinião | Desassossego da Liberdade - Colectânea

Olá! Cá está mais uma opinião fresquinha no blog, sendo que desta vez quero deixar o meu agradecimento à editora Livros de Ontem pelo pela disponibilidade e simpatia e por me ter cedido este exemplar para que eu tivesse oportunidade de finalmente lê-lo e partilhar a minha opinião aqui no blog com vocês.
Título: Desassossego da Liberdade
Autor: Vários
Editora: Livros de Ontem
Edição/reimpressão: 2015
ISBN: 978-989-8762-39-9
Páginas: 276

Sinopse: A colectânea Desassossego da Liberdade é a estreia do programa Guest Bloguer, criado pela Livros de Ontem, em que bloguers de literatura são convidados a organizar uma obra literária.
Sofia Teixeira, do blogue BranMorrighan, é a primeira convidada do programa e apresenta-lhe, em conjunto com a editoraLivros de Ontem, uma colectânea surpreendente e repleta de grandes nomes da literatura portuguesa. Adicionalmente, damos a oportunidade a 5 novos autores de publicar um conto em conjunto com alguns dos maiores nomes da cultura portuguesa."

Opinião: Posso começar por dizer-vos o quanto gostei de toda a estética deste livro: a capa que para mim é maravilhosa e está super bem conseguida e depois ainda temos diteito a um marcador de livro igual, mas também o facto de cada conto estar dividido com duas páginas pretas que nos fazem referência ao autor e nome do respetivo conto que se segue. Todo um cuidado que não me ficou indiferente, de modo algum.
     Na minha opinião este livro já se revela uma grande obra pelo facto de ter sido fruto de um projeto inovador que contou com a colaboração de uma blogger (link) e de reunir um grande leque de autores: uns consagrados, outros em que esta é a sua estreia e outros também eles convidados, reunindo um total de treze autores. É prometedor só pelo facto de nos permitir contactar com tantos autores diferentes no espaço de poucas mais de duzentas páginas.
     Este é portanto um livro de contos, sendo que cada autor nos escreve um e que estamos constantemente perante histórias diferentes e claro, estilos de escrita também eles diferentes sendo uns mais exigentes e completos que outros, o que nos deixa sempre na expectativa de conhecer e ler o conto do autor seguinte.
     Confesso, sou uma iniciante no que diz respeito a leituras de livros de contos, mas sem dúvida que esta foi uma experiência de leitura diferente mas muito enriquecedora, não tivesse ela despertado o meu interesse por ficar a conhecer um pouco mais alguns autores e as suas respetivas obras o que para mim já é algo super positivo. 
     É difícil avaliar um livro deste género quando ele nos presenteia com algo desta dimensão, pelo que optei por não nomear nomes de autores que gostei mais e menos, porque obviamente que não consegui gostar de maneira igual de todos, mas posso garantir-vos que dentro deste livro encontram verdadeiras surpresas e existem até alguns contos capazes de nos pôr a divagar sobre determinados aspetos da vida nomeadamente como nem sempre estamos atentos ao próximo quanto achamos que estaríamos ou como o facto de desejarmos muito uma coisa mas quando a obtemos percebemos que não a queríamos assim tanto.
     Quero também aproveitar para destacar o facto de 30% da receita conseguida através da venda destes livros reverte para o abrigo do jumento, o que para mim me parece uma belíssima ideia.

Classificação: 

Esta leitura teve o apoio da Livros de Ontem  que me enviou o exemplar em troca de uma opinião sincera.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Opinião | In Loving Memory Of - S. Formigo

Olá! Este é daqueles livros que tenho mais de um mês para opinar aqui no blog, com opinião já feita, falta-me apenas os últimos retoques que finalmente foram feitos. Sinceramente acho que esta semana vai ser dedicada apenas a opiniões literárias, principalmente de três livros que me foram cedidos pelas editoras e já foram lidos. Por isso se a semana for toda corrida a opiniões, não estranhem.
Título: In loving memory of
Autora: S. Formigo
Editora: Chiado Editora
Edição/reimpressão: 2014
ISBN: 978-989-51-1752-9
Páginas: 450
Sinopse: "In loving memory of conta a história de Bianca, uma mulher misto de humano, vampiro e anjo que nos narra a sua viagem através dos tempos.
Num universo caótico e secreto no qual a vida se encontra com a morte, entre segredos amaldiçoados, lendas esquecidas e verdades perdidas, surge uma civilização semi-humana em constante conflito com a imortalidade, com a justiça e a culpa, com o desejo e o dever. Neste ambiente sedutor e mágico, o sentimento que a une a Christian perdura na eternidade da existência e constrói toda a fantástica aventura de encontros e desencontros que os une, separa e conduz… até ao presente.
Uma história de esperança, destino e convicção na qual S. Formigo narra a apaixonante e trágica lenda de um amor condenado e eterno na imortalidade da alma."
Opinião: Confesso que demorei imenso tempo a terminar esta leitura, inicialmente custou-me um pouco a ambientar-me à história e à própria escrita da autora, mas foi daqueles casos que primeiro estranha-se e depois entranha-se, pelo que no final este livro se revelou uma agradável surpresa.
     Este livro conta-nos a história de Bianca, uma jovem que é filha de um anjo e de uma humana, sendo por isso metade humana e metade anjo. Devido ao facto de Bianca ser um ser diferente e sobrenatural, assim que nasce esta é abandonada sendo posteriormente acolhida por freiras passando a grande parte da sua infância e adolescência num convento onde é aceite e muito bem tratada, contudo não se sente inteiramente bem ali porque sabe que as visitas que vão sendo feitas ao longo do tempo ao convento põe em risco a sua segurança enquanto ser diferente, assim como a de todas as pessoas que se disponibilizaram a acolhê-la, incluisve a sua tia que também está naquele convento e faz de tudo para assim se manterem.
     Uma vez que ela não se sente completamente bem naquele convento, um dia decide fugir e acaba por ser acolhida por uma senhora que promete dar-lhe comida e guarida em troca do seu trabalho na estalagem na qual é dona. Mais uma vez as coisas não correm como Bianca deseja e durante a sua curta estadia naquela estalagem conhece Lucius que depressa se revela um bom amigo e oferece-se para levá-la para o palácio da família Blanchard onde Bianca virá a ser aia da baronesa.
     E é nesse palácio que a vida de Bianca dá uma grande reviravolta, é no mesmo que ela conhece Cristian que virá a ser o amor da sua vida e com o qual resolve fugir em busca de uma vida a dois que lhes permita viver o seu amor livremente.
     Tudo corre bem por algum tempo até que Cristian fica doente e Bianca sente necessidade de recorrer a ajuda de Nannock que lhe foi indicado pela sua tia e que mudará para sempre a sua vida e a de Cristian tornando-os aos dois em vampiros. É aqui que a vida de dois se altera para sempre, uma vez que passam a estar confinados a uma vida eterna o que lhes permite viver o amor que os une por um tempo indeterminado o que inicialmente é uma ideia muito tentadora.
     A partir daqui o livro revela-se uma verdadeira surpresa, Bianca e Cristian partem juntamente com Nannock e a sua acompanhante Ivanna, rumo ao castelo Illiam onde todos permanecem juntos e desenvolvem laços fortes de amizade e proteção.
     Mas nem tudo é um mar de rosas e os vampiros vêem-se em perigo quando os Naegiri, uma organização que quer terminar com a raça dos vampiros, organiza um ataque ao castelo e põe em risco a vida de todos aqueles que lá habitam.
     A escrita deste livro é um dos fatores mais interessantes, o mesmo é escrito na primeira pessoa, sendo Bianca quem nos conta toda a sua história e com a qual facilmente ganhamos uma ligação porque a tomamos como uma amiga que nos conta a sua própria história o que se revela realmente interessante, dá uma maior liberdade à autora e aproxima mais os leitores da história.
     Gostei muito do livro, tem uma narrativa que tem sempre acontecimentos atrás de acontecimentos e uma coisa é certa a forma como se inicia revela-se logo interessante. Logo no início Bianca fala-nos no fim de todos os acontecimentos e quando está mesmo no “fim do poço” e a partir daí conta-nos toda a sua história, sendo que no último capítulo estamos de volta ao presente e constatamos o porquê desta jovem se sentir tão triste e angustiada no início.
     Uma verdadeira surpresa e que aconselho a todos aqueles que apreciam livros do género fantástico!
"Os meus pensamentos formavam um remoinho tempestuoso que nem eu própria conseguia desvendar; tudo era caos e confusão de sentimentos nesta teia resplandescente de ideias e verdades."
Pág: 221
Classificação:

Playlist:

Esta leitura teve o apoio da Chiado Editora que me enviou o exemplar em troca de uma opinião sincera.

E vocês, já tinham ouvido falar deste livro? São fãns de livros do género fantástico?

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Resumo mensal | Novembro

Olá! Hoje trago o resumo mensal do mês de Novembro que correu bem melhor do que aquilo que eu esperava inicialmente.

Leituras 

 
 Durante o mês de Novembro li um total de seis livros o que, mais uma vez, me faz considerar que foi um mês positivo. O primeiro livro que li foi-me cedido pelo autor, AVC do amor e já tem opinião aqui no blog (link), depois li Um crime no expresso do oriente que foi o meu primeiro contacto com a autora que se revelou uma grande surpresa. Também li A iniciação que inicia a saga Laços de sangue, li ainda o livro Outubro negro que me foi cedido pela editora, era um livro que gostava de ter tido oportunidade de ler no mês anterior mas não consegui mesmo, mas também foi uma grande surpresa. A minha maior desilusão do mês e provavelmente do ano foi o livro De olhos fechados, um livro que adquiri por ler boas críticas mas que para mim não funcionou por motivos que mais tarde partilho com vocês e por fim, terminei a leitura da colectânea que me foi enviada pela editora Livros de Ontem, Desassossego da liberdade.

Aquisições

 
No que diz respeito às aquisições do mês posso considerar que fui muito mais controlada neste mês, sendo que as duas primeiras compras que fiz foi já a pensar nas leituras de Dezembro: A menina que fazia nevar e Um casamento de Natal, do qual comprei outro exemplar para sorteio aqui no blog (poderão saber mais aqui). Depois ainda no âmbito das promoções da note it à semelhança dos anteriores, comprei o livro Até que sejas minha que tinha debaixo de olho há já algum tempo. Em segunda mão comprei Crónicas de paixões e caprichos, o primeiro livro da saga da Julia Quinn que tem sempre críticas muito positivas e com a qual eu já queria há muito estrear-me. Por fim, comprei o Sedução ao luar ainda na sequência da iniciativa das revistas que divulguei aqui no blog.

Filmes

Mais uma vez a minha falta de tempo e por vezes preguiça traduz-se com clareza na escassez de filmes que vi ao longo do mês que foram apenas dois: Favores em cadeia, um filme realmente muito bonito com um final de apertar o coração que apanhei a dar na televisão e A revolta que não podia aguentar mais e fui ver ao cinema. Estes são dois filmes dos quais gostei imenso e que vale mesmo a pena falar aqui no blog só não sei é quando.
Como foi o vosso mês de Novembro?

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Desafio | Desafio Natalício

Olá! Confesso que durante o mês de Novembro - do qual ainda não postei o resumo mensal, mas que prometo ainda trazer esta semana -, fiz duas aquisições de livros já a pensar no mês de Dezembro, sendo que quando me deparei com este desafio no goodreads não pensei duas vezes porque as foi fácil adaptar três das leituras que já tinha planeadas para este mês em três das seis categorias que existiam no desafio.
Este desafio vai decorrer durante todo o mês de Dezembro e eis que partilho com vocês as minhas escolhas:


1-Um livro cuja ação se desenrola no Natal ou que tenha a palavra "Natal" no título;
2-Um livro que nos faça recordar o tempo frio - Um livro que tenha no título as palavras "Frio", "Neve" ou "Inverno", ou cuja capa seja branca ou tenha neve;
5- Ler um livro cujo título tenha uma das palavras - Paz, Prenda, Presente (no sentido de oferta, prenda) ou Amor - ou cuja ilustração da capa as represente, como por exemplo, um casal apaixonado, ou uma prenda ou até mesmo algum símbolo natalício;
E vocês têm algumas leituras mais natalícias planeadas para este mês? Se sim, partilhem comigo as vossas escolhas!

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Opinião | Finale - Becca Fitzpatrick

Olá! Esta é a opinião que tenho mais atrasada, sendo o livro que li há mais tempo, por isso decidi que seria a opinião certa para postar hoje. Confesso que já tenho umas poucas opiniões literárias em atraso, mas espero conseguir colocá-las a todas em dia ao longo do mês de Dezembro.

Título: Finale
Autora: Becca Fitzpatrick
Editora: Porto Editora
Edição/reimpressão: 2015
ISBN: 978-972-0-04232-3
Páginas: 384
Sinopse: "O destino lança os dados neste capítulo final da saga hush, hush.
Nora está absolutamente certa sobre o seu amor por Patch. Anjo caído ou não, Patch é o homem da sua vida. A herança e o destino que couberam a Nora ditam que terá de ser inimiga do seu amor, mas não há como lhe voltar as costas. Agora, Nora e Patch deverão unir forças para enfrentar o derradeiro desafio. Assistiremos ao regresso de velhos inimigos e ao nascimento de novos aliados. Um amigo será o protagonista de uma inesperada traição que ameaçará a paz com que Patch e Nora sonham tão desesperadamente. As linhas da batalha estão formadas… mas de que lado devem lutar? E, no final, será o amor capaz de conquistar todos os obstáculos?"

Opinião: Começo por dizer-vos que muito adiei esta leitura pelo simples facto de não querer dar por terminada esta série, mas em algum momento tinha que fazê-lo e lá decidi que estava na altura certa para tal.
     Patch, anjo caído banido dos céus por fazer algo imperdoável e Nora, uma nefilim, formam um casal que apesar de pertencerem a espécies diferentes e que são rivais o que impede de alguma forma que eles estejam juntos, contudo não é suficiente para conseguir tal coisa, pelo que os dois lá vão mantendo a relação em segredo dentro dos possíveis.
     No livro anterior Nora foi obrigada a fazer um juramento de sangue a Hank Miliar, alguém que desprezava mas que descobriu ser o seu verdadeiro pai e que a obrigou através do juramento de sangue a prometer que liderava o grupo de Nefilim em tempos liderado por ele, de modo a fazê-los ganhar a luta contra os anjos caídos e, no caso de Nora falhar a sua missão morre.
     Neste livro deparamo-nos com uma Nora que, embora mais forte, ainda continua com algumas indecisões e sem saber ao certo que posição tomar em relação à situação em que foi colocada por obrigação. Esta personagem sempre se deparou com imensos dilemas ao longo da série hush hush, mas as coisas tornam outras proporções neste último porque se por um lado ela tem que fazer aquilo que jurou para se manter viva, por outro quer muito manter-se do lado de Pach, o seu eterno amado.
     As surpresas estão ao rubro e nem todos são o que parecem e dizem ser, pelo que Nora acaba por confrontar-se com muitas desilusões ao longo da sua passagem enquanto líder dos Nefilin e depois terá que deparar-se com a perda de alguém que até então lhe era querido. Confesso que aquela perda até me deixou com o coração partido porque adorava aquela personagem e esperava tudo menos aquele final para ele, mas os escritores lá têm o dom de por vezes nos presentear com finais assim.
     A escrita de Becca é cativante como sempre, ela sabe desde o início como agarrar o leitor à sua história, mas o grande se da sua história é definitivamente o seu final. Se por um lado as coisas até acabam bem, por outro achei as coisas deveras apressadas no final e esperava uma aproximação maior por parte das personagens depois de tudo aquilo porque passaram, mas ainda assim fiquei minimamente satisfeita com este encerro de mais uma série. Uma série que espero ter oportunidade de reler no futuro.
"Havia outro pensamento a incomodar-me. Quanto tempo é que eu e o Patch podíamos viver uma mentira .. sem deixar que se tornasse verdade?"
Pág: 58
Classificação: 
Playlist:

E vocês já leram ou gostariam de ler esta saga?

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Passatempo Especial Natal

Olá! Confesso que já faz um tempo que tinha pensado em fazer um passatempo aqui no blog, contudo nunca se proporcionou, mas achei que esta altura do ano era a ideal para lançar o primeiro passatempo aqui no blog.
Primeiramente andei a pensar que livro sortear e que agradasse todos, mas é sempre difícil conseguir estar ao alcance do gosto de todos e uma vez que adquiri um exemplar deste livro para mim para ler durante este mês de Dezembro, achei por bem adquirir outro para sortear aqui no blog, porque verdade seja dita, é o livro ideal para ler durante este mês. A juntar ao livro que será sorteado, optei por também comprar um marcador de livros magnético de uma das novas coleções da note it.

Regras de participação:

- Passatempo válido até às 23h59 do dia 20 de Dezembro (Domingo) de modo a garantir que o vencedor recebe os prémios até ao dia 24 de Dezembro;
- Cada pessoa só pode participar uma vez, mas poderá conseguir até 4 entradas se seguir o blog em todas as redes sociais e partilhar o passatempo no facebook, sendo apenas obrigatório seguir publicamente o blog. (Seguir o blog nas restantes redes sociais e partilhar o passatempo é opcional, mas como referi acima, dá mais entradas e mais possibilidades terão de ganhar.)
- O livro e o marcador de livro serão enviados por mim por correio registado de forma a garantir que ambos chegam ao vencedor e que não há extravios por parte dos CTT;
- Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
- O vencedor será escolhido através do random.org e, posteriormente será anunciado aqui no blog e contactado por e-mail.

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Filme | Annapolis

Olá! Já faz algum tempo que não vos trago uma opinião cinematográfica, pelo que hoje decidi fazê-lo e vir falar-vos do único filme que tive oportunidade de ver durante o mês de Outubro.
Título original: Annapolis
Ano: 2006
Duração: 1h48
Elenco: James Franco, Tyrese Gibson, Jordana Brewster, Donnie Wahlberg, Vicellous Reon Shannon, Jim Parrack, Brian Goodman e Chi McBride.
Género: Drama, romance.
Sinopse: "Após conseguir uma vaga na cobiçada Academia Naval de Annapolis, Jake Huard acreditava que todos os seus sonhos tinham sido realizados. Sem nada a perder, ele decide participar no violento torneio de boxe da Marinha, conhecido como The Brigade Championships, onde enfrentará seu arqui-rival Cole. Com a participação no torneio Jake tem a oportunidade de deixar  o seu pai orgulhoso, legitimar a confiança nele depositada e ainda defender os demais recrutas."
Opinião: Este filme conta-nos a história de Jake Huard que depois de muito cobiçar e lutar a fim de conseguir uma vaga na Academina Naval de Annapolis consegue-a e nem pensa duas vezes.
A sua passagem pela Academia Naval revela-se mais atribulada e menos simpática do que aquilo que ele inicialmente pensara-a: a competição entre os vários alunos está ao rubro e Jake terá que fazer algumas cedências e trabalhar em equipa porque a aprendizagem naquela Academia passa muito pelo trabalho em equipa e pela capacidade que os alunos têm de se ajudarem mutuamente, mas nem tudo é fácil, principalmente quando se verifica que há mais competição e necessidade de ganhar do que seria de esperar.
Jake acaba por ter alguns momentos mais fragilizados em que pondera desistir, mas acaba por nunca fazê-lo e este é o típico rapaz que defende os seus ideais do início ao fim mesmo que isso lhe custe umas quantas penalizações.
Embora de forma muito subtil, o romance entre Jake e uma das instrutoras da Academia vai-se desenrolando o que para mim se revelou muito positivo, uma vez que esse romance é abordado de forma muito discreta não se revelando um dos focos centrais deste filme.
Verdade seja dita, este acaba por ser o típico filme de Sábado à tarde, não o tivesse eu apanhado a dar na televisão num Sábado à tarde, mas que acaba por mostrar-nos muito mais do que o típico cliché.
Este filme é a prova viva de que devemos sempre lutar pelos nossos sonhos e desistir deve ser uma das palavras proibidas no nosso dicionário. A verdade é que as coisas nem sempre são tão fáceis ou exatamente aquilo que esperávamos, mas há que seguir em frente e ultrapassar todas as adversidades. Só pelo facto do filme passar essas ideias para mim já se revela muito bom.
Classificação: 
Algum de vocês conhecia ou já viu este filme?

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Opinião | AVC do amor - Luís Abreu

Olá! Apesar de ter outras opiniões atrasadas de leituras mais antigas, decidi priorizar a opinião deste livro que me foi gentilmente cedido pelo autor em troca de uma opinião honesta que hoje partilho com vocês.
Título: AVC do amor
Autora: Luís Abreu
Editora: Chiado Editora
Edição/reimpressão: 2015
ISBN: 978-989-51-5311-4
Páginas: 112
Sinopse: "AVC do Amor é um texto de ficção, baseado na realidade e que relata, de uma forma “leve”, não espiritual e alegre a rotina diária de uma paralisia causada por um AVC. Neste texto, o autor, ele próprio tetraplégico, faz um relato muito verosímil e realista dessa condição, misturando-o com grandes paixões, com uma viagem a outra dimensão e com alguns episódios ligeiramente humorísticos.
Com várias histórias, AVC do Amor conta-nos alguns eventos passados na adolescência e na vida adulta de Rodrigo. Personagem principal que se recusa a acreditar no AVC e que, com a pertinência das suas questões, leva o leitor a duvidar da sua condição de tetraplégico. O autor guarda segredo da sua condição e nunca revela se está mesmo tetraplégico, deixando essa decisão ao leitor.
O texto percorre várias fases da vida de Rodrigo, personagem usado para o autor refletir sobre os múltiplos assuntos que o apoquentam negativa ou positivamente.
É uma obra desconcertante que provocará, de certeza, múltiplos sentimentos conforme o estado de espírito de cada leitor."


Opinião: Começo por agradecer ao autor deste maravilhoso livro, Luís Abreu, pelo facto de me disponibilizado o seu livro em troca de uma opinião sincera.
    Arrisco-me a dizer que este é daqueles livros que deviam ser lidos por toda a gente pelo simples facto de conseguir mexer com qualquer pessoa porque abre-nos os olhos para as pequenas coisas que nos passam ao lado diariamente.
    Este livro vai-nos dando a conhecer a história de amor de Rodrigo com a Petra e, posteriormente com Margarida que embora muito felizes desde o início, acabam por ter finais inesperados.
    À parte da vida amorosa deste, vamos conhecendo a vida dele antes e depois de se dar algo inesperado na vida dele: o avc.
Antes era tudo tão relativo e depois tudo ganha outra dimensão e passa a ter outro valor, pelo que a mensagem que tiro deste livro é que devemos sempre aproveitar os momentos ao máximo e dar o devido valor até às pequenas coisas e prazeres da vida.
    Gostei bastante da forma de escrita deste autor, ele presenteia-nos com capítulos curtos, sendo que cada um deles nos fala de algo diferente e quando faz referência a algo mais sério procura sempre fazê-lo de forma mais leve e humorística e essa deixem-me que vos diga que ele sabe perfeitamente como sabê-lo. Usar o humor para amenizar a seriedade das coisas, mas sem cair no erro de as relativizar em demasia.
    Na minha opinião, o Luís transparece no livro e na sua escrita tudo o que é e mostra-nos como está bem resolvido - dentro dos possíveis obviamente – e procura constantemente fomentar a sua felicidade e contribuir para a dos outros.
    Um verdadeiro exemplo de vida que devem seguir e não deixem de ler este livro maravilhoso!

"Que terapia descobri ao escrever, no caderno de capa preta onde me confesso, as respostas anónimas de todos aqueles desconhecidos aos meus anseios, aos meus receios, as respostas às perguntas que só a mim tenho coragem de fazer."
Pág:74
Classificação: 


quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Entrevista | Sofia Costa Lima

Olá! Confesso que já tenho esta entrevista preparada há uns tempos, contudo ainda não tinha tido oportunidade de a publicar aqui no blog, mas depois de uns dias muito parados aqui no blog decidi que era a altura certa para a partilhar com vocês.

1. Começando por quando tudo começou. Como é que o gosto pela escrita entrou na tua vida? Desde o teu primeiro contacto com a mesma que manifestaste o desejo de vir a editar e publicar um livro ou isso só aconteceu mais tarde?
Sempre gostei de livros mas, inicialmente, nunca pensei escrever um. Gostava de ler e de imaginar histórias ou de imaginar finais diferentes para os livros que lia. Sempre tive diários, desde muito nova, mas a primeira história que me lembro de escrever foi aos 12 anos. Naquela altura, publicar um livro parecia a coisa mais distante do mundo mas acho que o sonho nasceu aí. 





2. Conta-nos um pouco de como funciona o teu processo de escrita. Tens lugares específicos para escrever, faze-lo em silêncio ou com música e, planeias ao pormenor o enredo ou deixas a escrita fluir conforme vais escrevendo sem grandes planos?
Eu escrevo em qualquer lado: no comboio, nas aulas (vou torcer para que nenhum professor meu veja isto), no quarto, na cozinha… quanto a lugares não sou esquisita. Normalmente, escrevo sempre com música mas também depende do que estiver a escrever e de onde o estiver a fazer. 
Quando tenho uma ideia costumo pensar logo naquilo que quero que aconteça e costumo escrever um pequeno resumo com as ideias-chave. À medida que vou escrevendo é possível que aquilo que escrevi inicialmente siga outro rumo. Não seria a primeira vez que eu mudava de ideias ao fim de seis ou sete capítulos e escrevia tudo de novo.


sábado, 14 de novembro de 2015

Desafio | Maratona Aconchegante

Olá! Hoje venho dar-vos a conhecer mais uma das maratonas em que estou a participar: a maratona aconchegante que consiste em lermos o maior número de páginas possível até ao fim do mês.

Deixo-vos então com as regras desta maratona:
1- Tem a duração de 16 dias, isto é, começa no dia 14 de novembro e termina dia 30 de novembro;
2- Ler o máximo de páginas possíveis;
3- A Maratona é individual;
4- Não contam para esta Maratona livros do tipo graphic novels;
5- Podem ler os livros que quiserem dos autores que quiserem e de qualquer tipo de género literário;
6- Podem ler contos, dado que o que conta é o número de páginas;
7- Por cada livro de um escritor português nós atribuímos um bónus de 50 páginas, isto é uma forma de incentivar a ler escritores portugueses;
8- Podem fazer releituras caso vos apeteça recordar algum livro, assim como podem aproveitar para terminar aquele livro que está há tanto tempo ali parado;
9- Não se esqueçam que conta o número de páginas logo se vão terminar um livro devem referir isso dizendo em que página iam e em qual acabaram;
10- ACRESCENTEI AGORA AQUI EM CIMA APESAR DE ESTAR EM BAIXO ATENÇÃO PARA SEREM ATRIBUÍDAS AS 50 PÁGINAS DE BÓNUS POR LER ESCRITORES PORTUGUESES OS LIVROS TÊM DE SER LIDOS NA SUA TOTALIDADE E NÃO TERMINADOS. DESCULPEM NÃO TER COLOCADO AQUI EM CIMA ANTES. 


Aproveito também para vos mostrar as leituras que pretendo fazer, mas essencialmente terminar durate esta maratona.
E vocês estão a participar nesta maratona?