quinta-feira, 21 de abril de 2016

Opinião | De olhos fechados - Eve Berlin

Olá! Confesso que as opiniões negativas são aquelas que mais me custam a escrever, isto porque é fácil dizer que gostei de um livro e enumerar as várias coisas que nele apreciei, difícil é dizer que não recomendo um livro e apresentar motivos que validem isso.
Esta leitura foi uma desilusão porque depois de tantas opiniões boas que tinha lido pensei que iria gostar e apreciar a mesma, mas isso não aconteceu.
Nome: De olhos fechados
Autora: Eve Berlin
Editora: Quinta Essência
Edição/reimpressão: 2013
ISBN: 9789897260452
Páginas: 280
Sinopse: "Alec Walker é um escritor de thrillers psicológicos sombrios - e um homem que vive para as suas emoções. Desde motos a skidiving, passando por nadar com tubarões, a sua busca incessante de prazer e excitação não tem fim. Essa busca estende-se também às suas relações pessoais, onde nenhuma regra limita os seus desejos. A única coisa que Alec teme é o amor - e permitir que outra pessoa o conheça realmente. 
Enquanto faz investigação para um livro sobre extremos sexuais, Dylan entrevista Alec - e anseia por saborear a tentação que ele lhe oferece. No entanto, Alec é um dominador famoso e ela recusa entregar-lhe o controlo. Lenta e sedutoramente, Alec mostra-lhe que ao entregar-se-lhe de forma incondicional e submeter-se a todos os seus desejos, ela poderá experimentar o derradeiro prazer. Porém, para poder ficar com a mulher que pela primeira vez o faz ajoelhar, será Alec capaz de correr o maior de todos os riscos e entregar o seu coração? 
Embalados por um misto de prazer e apreensão, o casal vê-se numa situação tentadora enquanto evita entregar-se ao sentimento que nasce entre eles."


Opinião: Este é daqueles livros que, para mim, tinha tudo para dar certo: com uma premissa que foge o habitual e esperado neste género literário, as coisas poderiam ter sido bem melhores do que aquilo que eventualmente foram. 
    Este livro conta-nos a história de Dylan que é escritora de livros eróticos e resolve fazer uma entrevista a Alec também ele escritor mas de thrillers psicológicos que é um dominador muito conhecido pelo seu bom trabalho. O primeiro encontro entre ambos deixa desde logo muito a desejar porque é notória a forma como a tensão se instala entre ambos, mas Dylan é tão certinha que não se dispõe a mostrar isso num primeiro momento. Como forma de aprofundar a sua pesquisa para o seu próprio livro e ir além daquela entrevista, Dylan decide entrar no mundo de Alec para conhecer da forma mais real possível esse mundo, aquilo que ele exige e tem a dar às pessoas e todas as sensações que ele provoca em quem nele entra. Esta foi a melhor forma que ela encontrou de experienciar de perto de modo a conseguir escrever da forma mais real possível sobre aquele assunto. 
    Os nossos protagonistas embora muito distintos são de facto perfeitos um para o outro, por um lado Alec é aventureiro, por outro Dylan tem aquele hábito de pensar nos ses de tudo e não quer abdicar da vida que tem para ter uma relação que no futuro lhe pode trazer alguma dor.
    Para mim tudo tem o rumo esperado e satisfatório, até à parte em que os dois começam a precisar cada vez mais de estarem juntos e este livro vira a sexo o tempo inteiro sem estar a exagerar. Tipo capítulo sim, capítulo sim e isso enjoa porque eu estava a conseguir gostar deles e da relação que eles estavam a conseguir construir e desenvolver e queria ver mais disso, mas as coisas acabam por traduzir-se apenas aos dois em momentos mais íntimos mas que em nada contribuíram para percebermos e vermos a evolução daquela relação.
    A escrita é simples como seria de esperar num livro deste género literário, mas os diálogos são o que mais nos surpreende. Embora tenha gostado da premissa e da escrita da própria autora, temo que não tenha ficado fã e não sinto grande vontade de ler mais livros da autora.

Classificação: 
E vocês, já leram ou pretendem ler alguma coisa desta autora?

1 comentário: