sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Opinião | A noiva do marquês - Tessa Dare

Olá! Hoje trago-vos a opinião do primeiro livro terminado em 2016, este é o segundo livro da trilogia "Castles Ever After" e segue a mesma linha do primeiro, com muito romance e divertimento à mistura.
Nome: A noiva do marquês
Autora: Tessa Dare
Editora: Topseller
Edição/reimpressão: 2015
ISBN: 9789898491336
Páginas: 304
Sinopse: "Ela tinha tudo o que uma donzela da sua posição podia querer: era linda e estava noiva do solteiro mais cobiçado da cidade. Um longo e desesperante noivado, porém, levou-a a querer romper o compromisso e a tomar as rédeas da sua vida.Clio Whitmore está noiva do Marquês de Granville há oito anos, mas ele está sempre ausente no estrangeiro, levando-a ao desespero por não se sentir desejada. Quando Clio herda um castelo que lhe proporciona independência financeira, decide romper o noivado e iniciar uma nova vida. Para tal, ela terá de convencer Rafe, irmão e procurador do Marquês, a aceitar o fim do noivado. Mas Rafe tem planos para a fazer mudar de ideias, organizando-lhe um casamento de sonho...
Ele começa com flores. Um casamento nunca tem flores suficientes... Ele diz-lhe que ela dará uma belíssima noiva… e tenta não imaginá-la como sua.
Como conseguirá Rafe convencer Clio a casar-se sem se deixar vencer pelos sentimentos que crescem dentro dele, e que são a cada dia mais fortes?
Ele não irá apaixonar-se pela única mulher que nunca poderá beijar nem dizer ser sua. Ou irá?"
Opinião: Se bem se lembram quando fiz a opinião do primeiro livro desta trilogia, gostei bastante dele, pelo que contava gostar tanto deste que acabou por não me desiludir, mas sim surpreender. Se gostei muito do primeiro livro desta trilogia, deste segundo gostei ainda mais.
    Este livro conta-nos a história de Clio Whimore que está noiva do marquês de Grandville, Piers, há oito anos. Durante todos esses anos ele limitou-se a manter-se ausente, alegando estar no estrangeiro em trabalho, mas oito anos é muito tempo e Clio começou a sentir que não era tão desejada quanto gostaria.
    No momento em que Clio descobre que herdou um castelo, decide que quer cancelar o noivado com Piers, uma vez que já possuiu todas as condições financeiras que precisa para manter-se solteira e feliz. O inesperado acontece quando Clio vai ao encontro de Rafe, irmão e procurador do marquês, e lhe pede que assine os papéis que a permitirão ser finalmente livre e feliz como ela tanto ambiciona. Ele não cede perante tal pedido e os dois fazem um acordo: ele tem uma semana para a convencer a querer manter o noivado, caso não consiga fazê-lo terá que assinar os papéis que libertarão Clio do noivado.
    Claro que uma semana passa a correr e no meio de tanta flor, tanta variedade de bolos e tantos vestidos bonitos que ele promete arranjar para fazer dela a noiva mais bonita e desejada à face da terra podem não ser suficientes para mover uma mulher do calibre de Clio: decidida e desejosa de alcançar o sucesso que tanto merece.
    Por um lado temos Clio, uma mulher decidida e com um desejo enorme de singrar na vida e que não dá grande importância ao que a maioria das mulheres da época davam, é também uma mulher com o coração do tamanho do mundo e por outro temos Rafe, pugilista, e com um passado pouco simpático que acabou por moldá-lo e fazer dele um homem frio e distante. O crescimento das nossas personagens é patente ao longo do livro, principalmente o de Clio que no final já conseguia dizer não e bater o pé quando as coisas não lhe agradam. Se inicialmente se limitava a aceitar as críticas pouco simpáticas da irmã mais velha e do seu cunhado, no final já a vemos debater-se sobre essas mesmas críticas.
    Sinceramente não dizer o que é que me cativou ainda mais neste livro do que no anterior, mas creio que foi mesmo as personagens tão distintas, mas que se completavam de uma forma tão bonita. Até existe uma personagem canina que me cativou desde o primeiro momento, adoro animais e quando metem os protagonistas dos livros com animais de estimação e com um grande amor por eles fico logo de coração cheio, confesso.
    Tessa Dare será certamente uma autora de referência para mim porque tem uma escrita que embora simples, nos cativa logo desde o primeiro momento. E depois tem a capacidade de criar momentos mais tensos e até íntimos, como no momento a seguir quebrar esses momentos com acontecimentos bem improváveis mas muito divertidos.
    Depois disto e de ter gostado ainda mais deste livro do que do anterior, decidi dar-lhe as 4,5 estrelas porque tinha que ter algo que diferenciasse este livro do outro na sua classificação, por isso decidi dar-lhe mais meia estrela.
"- Principalmente, sei o que é não ser apreciado. - prosseguiu Rafe. - Ter todos a apostar contra nós, a não contar connosco. E conheço a sensação quando por fim vencemos Quando entrar na igreja com o seu belo vestido, pelo braço de um dos mais importantes homens de Inglaterra, todas essas línguas viperinas serão reduzidas a cinzas. Acredite... - as suas mãos enormes apertaram-lhe os ombros. - O triunfo é doce. É mesmo muito doce."
Pág: 69
Classificação: 

Playlist:


Opinião do livro anterior:
E vocês, já leram algum livro desta autora?

6 comentários:

  1. Olá,
    Tenho muita curiosidade sobre esta série e vai ser uma aposta que vou fazer brevemente.
    Beijinhos e boas leituras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Tenho a certeza de que não te vais arrepender e que vais gostar. :)
      Beijinhos.

      Eliminar
  2. Ainda bem que gostaste mais deste :) é bom quando não baixam a qualidade. Já ouvi falar tantoo destes livros, ai ai.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      É mesmo que normalmente até é o que acontece, à medida que as séries avançam perdem a qualidade, mas não é o caso desta. :)
      Eles têm sido muito bem falados, acho.
      Beijinhos.

      Eliminar
  3. Viva,

    Nunca li mas fica desde já registada a tua recomendação, excelente comentário e deve ser uma leitura bem interessante :)

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Para quem gosta deste género literário é uma excelente aposta, sim. :)
      Obrigada Fiacha!
      Beijinhos.

      Eliminar