quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Opinião | Pelas ruas de uma cidade sem nome - Carla Ramalho

Olá! Hoje é dia de opinião de um livro que li recentemente e do qual gostei bastante. Este livro foi-me cedido pela Coolbooks, chancela da Porto Editora, à qual agradeço desde já a disponibilidade.

Título: Pelas ruas de uma cidade sem nome
Autora: Carla Ramalho
Editora: Coolbooks
Edição/reimpressão: 2015
ISBN: 978-989-766-044-3
Páginas: 132
Sinopse: "Uma prostituta que sonhava ser escritora. Um escritor que tinha desistido de sonhar. Uma estória que precisava ser contada.
Madalena, prostituta, perdida nas ruas de uma cidade sem nome, encontra na escrita o bálsamo para as exigências e a crueza da sua profissão. De noite suporta o peso dos homens que a procuram, de dia vagueia entre a solidão sufocante e o preconceito dos conservadores vizinhos. E é quando pensa que a vida já não a poderia surpreender que conhece João, um escritor que liberta os seus demónios no papel. As palavras que trocam e o combate aos pesadelos que os atormentam acabam por os levar numa sedutora mas perigosa descoberta. Quanto vale um amor verdadeiro? Quanto vale uma estória com princípio, meio e fim?"
Opinião: Este livro conta-nos a história de Madalena, prostituta por profissão, que certo dia se encontra com um desconhecido numa livraria que a aborda dizendo-se escritor e que gostaria de contar com ela para um projeto que tem em mãos. A forma como estes dois seres tão diferentes mas no fundo tão iguais se encontraram e se conhecem é bem improvável diria eu, a escritora podia ter optado por ter feito com que eles se conhecessem enquanto prostituta e cliente, mas não optou por algo diferente, menos provável e menos cliché e tenho a dizer-vos desde já que adorei isso. Adoro quando os escritores têm a capacidade de ir além daquilo a que já estamos tão habituados e quebram as barreiras do previsível.
     A relação destes dois vai-se solidificando aos poucos, se num primeiro encontro os dois trocam apenas alguns gostos que partilham e têm em comum, nos encontros que se seguem as coisas tornam-se mais sérias e ambos acabam por partilhar também algumas das angústias das suas vidas, compreendendo-se e apoiando-se mutuamente. 
   Para mim um dos pontos fortes deste livro foi sem dúvida a construção das personagens, principalmente a de Madalena que acaba por revelar-se o grande foco e a grande presença deste livro. Se por um lado temos uma mulher forte, cheia de sonhos e que vive a sua vida sem se deixar afetar pelos preconceitos alheios, por outro temos um homem igualmente forte, com um coração grande e que esconde alguns segredos e angústias, passando algumas delas para os seus livros sob um pseudónimo. 
     A história destes dois é um cruzar de duas vidas que embora muito distintas, acabam por ter muito mais do pensam e talvez desejam em comum. Um culminar de um amor que tem tudo para dar certo se forem feitas algumas cedências de ambas as partes. 
     Para mim a Carla Ramalho estreou-se neste mundo da escrita da melhor forma possível, não é fácil criar uma história com esta intensidade em tão poucas páginas e o melhor de tudo é que esta é uma história de vida e de amor que certamente agarra qualquer leitor porque a escrita dela é tão bonita e poética que é impossível não gostar, a sério. Sabem que mais? Eu senti ao longo deste livro que ele estava tão fiel à realidade quanto possível, porque quando os dois se conhecem as coisas não se revelam um mar de rosas como acontece em outros tantos romances. Foi realmente preciso que ambos encontrassem um ponto de equilíbrio e abrissem mão de algumas coisas para que a relação de ambos funcionasse realmente.
    E depois temos o pormenor de que este livro embora leve, retrata algo bem sério e presente na nossa sociedade: a prostituição. E se existem pessoas que fazem disso um estilo de vida quer porque gostam ou porque a vida assim as obrigou, então eu sou a favor de que isto deveria ser considerada uma profissão pelos mais variados motivos, mas acima de tudo porque enquanto sociedade devemos procurar evoluir e acredito que essa evolução passa muito por aceitarmos as escolhas de vida de cada um e por quebrar alguns dos preconceitos sem fundamento que ainda existem. 
     E por todos estes aspectos e outros tantos que não posso revelar por ser spoiler este livro leva as suas mais do que merecidas 5 estrelas.
"Não lhe podia exigir mais. Almas não se aprisionam. Vontades não se impõem. E espaços em bravo não se preenchem porque sim. Existem. Caminham connosco e um dia, eventualmente, serão preenchidos. Eventualmente."
Classificação: 

Playlist:


Esta leitura teve o apoio da Coolbooks que me enviou o exemplar em troca de uma opinião sincera.
E vocês. têm curiosidade de ler este livro?

6 comentários:

  1. Olá
    É uma premissa bem interessante e diferente!
    Ainda bem que gostaste :) Parece mesmo valer a pena.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Sim, é um livro que vale muito a pena ler! :)
      Beijinhos.

      Eliminar
  2. Olá,
    Adorei este livro ainda bem que também gostaste.
    Beijinhos e boas leituras.

    ResponderEliminar
  3. Ois,

    Bem não posso ficar indiferente a um comentario destes, recomendação registada, deve ser bem bonito este livro :)

    Excelente comentário, parabens

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Sim, pessoalmente gostei imenso do livro e para primeiro livro da autora está realmente muito bom. :)
      Obrigada e beijinhos.

      Eliminar