sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Opinião | Fangirl - Rainbow Rowell

Olá! Esta é das opiniões que mais me custou a escrever por ser de um livro que toda a gente parece adorar, menos eu. O pior é que eu no início até estava a gostar bastante do livro, mas a dada altura estava apenas a ler por ler e decidi deixá-lo a meio.


Nome: Fangirl
Autora: Rainbow Rowell
Editora: Edições Chá das Cinco
Edição/reimpressão: 2015
ISBN: 9789897102097
Páginas: 448
Sinopse: "Cath ama os seus livros e a sua família. Haverá espaço para mais alguém? Todo o mundo é fã dos livros de Simon Snow. Mas Cath vai mais longe: ser fã desses livros tornou-se a sua vida. Ela e a sua irmã gémea, Wren, refugiaram-se na obra de Simon Snow quando eram miúdas, e na verdade foi isso que as salvou da ruína emocional que foi a perda da mãe. Ler. Reler. Interagir em fóruns, escrever ficção baseada na obra de Simon Snow, vestir-se como as personagens dos livros. Mas essas fantasias deixam de fazer sentido quando se cresce, e enquanto Wren facilmente abandona esse refúgio, Cath não consegue fazê-lo. Na verdade, nem quer. Agora que vão para a universidade, Wren não quer ficar no mesmo quarto de Cath. E esta fica sozinha e fora da sua zona de conforto. Partilha o quarto com uma miúda arrogante; tem um professor que despreza os seus gostos; um colega atraente mas que apenas fala sobre a beleza das palavras... e, ainda por cima, Cath não consegue parar de se preocupar com o seu pai, tão querido, frágil e solitário. A pergunta paira no ar: será que ela consegue triunfar sem que Wren lhe dê a mão? Estará preparada para viver a vida em seu nome? Escrever as suas próprias histórias? E se isso significar deixar Simon Snow para trás?"

Opinião: Esta leitura foi um caso raro, raríssimo diria eu, sendo este um livro muito acarinho por muitos leitores e de uma autora que quase toda a gente gosta, mas eu fui certamente uma das poucas excepções que se deu mal com a autora e este livro em questão.
    Este livro conta-nos a história de duas irmãs, a Cath e a Wren que são muito unidas que estão prestes a iniciar a sua nova vida universitária, mas elas são tão distintas que as experiências acabam por ser também elas muito opostas. Cath é tímida, reservada e tem uma paixão nada secreta pelos livros de Simon Snow, escrevendo uma das fanfics mais lidas da internet que tem como protagonistas o Baz e Simon, enquanto que Wren já evoluiu e ultrapassou essa fase, querendo é aproveitar a sua estadia e passagem pela universidade longe de casa para sair e divertir-se tanto quanto lhe é possível.
   O livro centra-se essencialmente em Cath com a qual me identifiquei de imediato em inúmeros aspectos e isso foi um dos factores que me fez gostar mais dela e tomá-la como uma das minhas personagens preferidas desta história, mas a certa altura do livro isso mudou. Mudou muito! Revi-me nela porque era parecida com ela há uns dois ou três anos atrás e talvez se tivesse lido este livro nessa altura tivesse conseguido gostar mais dele, mas presentemente ele não funcionou.
   Cath partilha o quarto com uma rapariga algo diferente de si, Reagan, que depressa muda a vida de Cath para melhor, fazendo-a sair uma vez ou outra vez, mas a avaliar pela vontade dela ficava o dia todo o quarto de preferência a escrever, saindo unicamente para ir às aulas.
   Não há qualquer dúvida que algumas das temáticas abordadas neste livro são importantes, mas a dada altura o livro torna-se demasiado infantil e repetitivo. Deixei de sentir empatia pela Cath e ela começou a enervar-me seriamente com aquele comportamento, podia mudar e evoluir ao longo da história, mas para mim essa evolução nunca existiu. Também não lhe dei grande margem para dúvidas quando deixei o livro a meio, mas sejamos sinceros, quase 300 páginas são suficientes para uma personagem evoluir um bocadinho. Deixou de ter piada aquela coisa toda de ser tímida e chegar a pontos de se abastecer com barras de cereais para evitar ir à cantina da universidade e cruzar-se com pessoas desconhecidas.
   Inicialmente a ideia de incluir capítulos do livro de Simon Snow e capítulos da fanfiction escrita por Cath no intervalo dos capítulos da narrativa pareceu-me muito boa e ajudou a variar e tornar a leitura mais rica, mas aquilo foi acontecendo em todas as passagens dos capítulos e chegou a uma altura em que simplesmente desisti de ler aqueles extras que mais pareceram ser para encher chouriços e tornar o livro maior.
   Um livro inacabado com muita pena minha, mas ao qual ainda assim dou as 2 estrelas pelo facto de abordar temas pertinentes e pelo facto de inicialmente estar a adorar o livro.
  Para primeira experiência com a autora a coisa correu um bocadinho para o mal, mas não pensem que desisti. Vou querer ler, eventualmente, mais alguma coisa da autora. Só não sei é quando ou que livro. Uma coisa é certa, ainda tenho Eleanor & Park debaixo de olho.

"- É só que..tudo. Há demasiada gente. E não me encaixo. Não sei como hei-de ser. Nada daquilo que sei fazer bem interessa ali. Ser inteligente não interessa - nem ter jeito para as letras. E quando essas coisas realmente interessam, é só porque as pessoas precisam de alguma coisa de mim. Não porque precisem de mim."
Pág: 253
Playlist: 

Classificação: 

Quem já leu esta autora e gostou?

domingo, 23 de outubro de 2016

Resumo mensal | Junho

Olá! Este foi daqueles meses fracos em quantidade, mas muito bom se tivermos em conta a qualidade dos livros lidos, por isso nem posso considerar que tenha sido assim tão mau.

Leituras


Ora, durante o mês de Junho li apenas dois livros, tendo sido o primeiro A seleção (4,5 ), mesmo não sendo o melhor livro de todos os tempos porque tem uma escrita simples e uma história de certa modo cliché, manteve-me agarrada durante toda a leitura, por isso convenceu-me. O segundo lido do mês foi Confesso (4 ) da minha autora já de eleição e como seria de prever não me desiludiu nadinha e o interior deste livro é definitivamente fenomenal.

Aquisições

Felizmente as aquisições deste mês também foram poucas, ao menos sempre serviu para acompanhar a quantidade de leituras do mês e manter a tbr no número que está. Comprei V de Vingança que estava a sair com uma revista e mesmo não tendo grande experiência com a leitura de graphic novel, acabei por sentir-me bastante curiosa. Comprei também o primeiro e segundo volume de uma série que há muito queria ler, A seleção que como já sabem foi lida durante o mês e A elite.

Filmes & Séries

Quanto a filmes e séries a coisa manteve-se tão parada quanto o mês passado com muita pena minha.


segunda-feira, 17 de outubro de 2016

TOP 5 | Leituras que quero fazer no Outono

Olá! Não sei bem porquê mas mal começou Outubro comecei logo a magicar nalgumas leituras que queria fazer nestes próximos meses. Penso que este tempo mais frio faz com que tenha ainda mais vontade de ler, enrolada numa manta e de preferência com uma chávena de uma bebida quente a acompanhar.
Neste sentido, andei a olhar para  a minha estante e a tentar pôr as minhas próximas leituras em ordem, pelo menos na teoria. Resolvi então fazer um top 5 de livros que quero mesmo ler neste Outono.

sábado, 15 de outubro de 2016

Passatempo | Livro "Corações na escuridão" de Laura Kaye

Olá! Hoje é dia de passatempo como há muito tempo não tinhamos aqui no blog.

Sinopse: "Dois estranhos...
Makenna James acha que o seu dia não pode ficar pior até que no edifício do seu escritório corre para apanhar o elevador. Enquanto se distrai para atender uma chamada o elevador pára e fica às escuras. Makenna encontra-se assim na companhia de um estranho do qual apenas vislumbrou a tatuagem de um dragão numa das suas mãos antes das luzes se apagarem.

Quatro horas...

Caden Grayson diverte-se com esta linda ruiva tão atrapalhada com a sua mala e o telemóvel. Mas logo a diversão acaba quando o elevador se imobiliza e ele, apesar dos seus piercings, tatuagens e cicatrizes, entra em pânico. Agora está preso dentro do seu pior pesadelo… durante quatro horas. Somente abrindo-se com Makenna é que Caden poderá vencer os seus demónios, da mesma foram que Makenna consegue ultrapassar o seu terror do desconhecido. Aos poucos e apesar da escuridão, ambos acabam por descobrir o muito que têm em comum. Na escuridão a atração e o desejo crescem e os dois não resistem a envolver-se com paixão. Mas, perguntam-se, irão sentir o mesmo quando as luzes voltarem? E quando forem salvos do elevador que os aprisiona o que farão?"

Regras de participação:

- Passatempo válido até às 23h59 do dia 27 de Outubro (Quinta-feira);
- Cada pessoa só pode participar uma vez, sendo obrigatório para validar cada participação:

  • Partilhar o passatempo publicamente no facebook;
  • Gostar da página do facebook do blog Sabores e dissabores literários (link);
  • Gostar da página da editora Castor de Papel (link).

- Para conseguirem mais duas entradas extra neste passatempo basta:

  • Seguir publicamente o blog Sabores e dissabores literários;
  • Seguir publicamente o blog da editora Castor de papel

- O livro será enviado pela editora pelo que não me responsabilizo por qualquer extravio da parte dos ctt.
- Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental.
- O vencedor será escolhido através do random.org e, posteriormente será anunciado aqui no blog e contactado por e-mail.

Este passatempo é promovido em parceria com a editora O castor papel/4 estações editora:


Boa sorte!

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Opinião | Corações na escuridão - Laura Kaye

Olá! Finalmente hoje trago-vos mais uma opinião, sendo esta de um livro que foi lançado recentemente pela editora O castor de papel que me cedeu gentilmente um exemplar do mesmo e à qual agradeço imenso por isso.
Nome: Corações na escuridão
Autora: Laura Kaye
Editora: O castor de papel
Edição/reimpressão: 2016
ISBN: 9789898504036
Páginas: 160
Sinopse: "Dois estranhos...
Makenna James acha que o seu dia não pode ficar pior até que no edifício do seu escritório corre para apanhar o elevador. Enquanto se distrai para atender uma chamada o elevador pára e fica às escuras. Makenna encontra-se assim na companhia de um estranho do qual apenas vislumbrou a tatuagem de um dragão numa das suas mãos antes das luzes se apagarem.
Quatro horas...
Caden Grayson diverte-se com esta linda ruiva tão atrapalhada com a sua mala e o telemóvel. Mas logo a diversão acaba quando o elevador se imobiliza e ele, apesar dos seus piercings, tatuagens e cicatrizes, entra em pânico. Agora está preso dentro do seu pior pesadelo… durante quatro horas. Somente abrindo-se com Makenna é que Caden poderá vencer os seus demónios, da mesma foram que Makenna consegue ultrapassar o seu terror do desconhecido. Aos poucos e apesar da escuridão, ambos acabam por descobrir o muito que têm em comum. Na escuridão a atração e o desejo crescem e os dois não resistem a envolver-se com paixão. Mas, perguntam-se, irão sentir o mesmo quando as luzes voltarem? E quando forem salvos do elevador que os aprisiona o que farão?"

Opinião: Foi precisa uma pausa de dois dias após terminar esta leitura para conseguir pôr as ideias em ordem e chegar a uma conclusão sobre a cotação que iria dar a este livro e os pontos que deveria ressaltar ou não nesta opinião.
   No meu primeiro contacto com este livro uma das coisas que me apercebi de imediato foi a escrita: muito simples, com poucas descrições além das necessárias, mas que funcionava na perfeição porque fazia-nos querer ler este livro todo de seguida. Sem pausas. Eu teria feito isso se tivesse tido oportunidade de pegar nele um par de horas seguidas, mas por motivos de força maior tive que arrastar esta leitura por alguns dias.
   Confesso que ultimamente tenho dado alguma prioridade a este género de livros de leituras mais fáceis e fluídas e com enredos sem grandes pormenores. Ao longo do ano de 2016 tenho preferido sempre estas leituras, creio que isso se deve à rotina que levo diariamente e quando quero e posso ler, acabo por querer algo de fácil leitura, por isso creio que esta leitura veio mesmo a calhar e ao encontro daquilo que eu precisava na altura.
   Este livro conta-nos a história de Makenna e Caden, dois estranhos até então, que se vêm perante uma situação algo estranha e desconfortável. Os dois ficam presos num elevador durante um par de horas e o pior de tudo é que o mesmo acaba por ficar às escuras.
  Para atenuar o ambiente tenso que deixa o Caden desconfortável devido a acontecimentos traumáticos do seu passado, os dois começam a falar com o intuito de se conhecerem melhor, uma vez que terão algum tempo disponível para isso. Gostei bastante deste conceito da autora, a capacidade de ela fazer duas pessoas conhecerem-se sem terem grande perspetiva visual uma da outra, isto fez com que ambos estivessem com a mente livre de estereótipos e se deixassem levar pelo momento e pela primeira impressão causada pela mera conversa que se foi desenvolvendo. Mas o grande se na cabeça de Caden durante todas aquelas horas é como irá Makenna reagir quando tiver a visão de Caden com todos os seus elementos: tatuagens e piercings. Tudo aquilo tem um significado para Caden e adorei toda a forma plausível como a autora nos revelou isso. Esta foi uma excelente forma de nos deixar a refletir sobre como nos deixamos ou não influenciar pela imagem do outro a fim de o quereremos ou não na nossa vida. Principalmente quando se revela alguém tão distinto de nós. Mas os opostos atraem-se, não é verdade? Um ditado velho e cliché mas que se aplica na perfeição ao casal desta história.
   Uma coisa que me desagradou um pouco neste livro foi o facto de achar que existiram cenas de sexo a mais para um livro tão curto e atenção que não tenho nada contra estas cenas porque quem acompanha o blog sabe que de vez em quando pego num livro erótico ou new adult que possuem sempre dessas cenas, contudo achei que dado o tamanho deste livro uma cena de sexo chegava.
   Gostei como a autora em tão poucas páginas me conseguiu conquistar e convencer da história, conseguiu encontrar um elo de ligação entre Makenna e Caden de modo a convencer o leitor o suficiente dadas as circunstâncias de ambos. São efetivamente poucas páginas e nessas poucas ela conseguiu criar uma história boa o suficiente, então está efetivamente de parabéns. Por vezes alguns escritores nem conseguem criar uma boa história em muitas páginas, por isso ainda são menos aqueles que conseguem fazê-lo em poucas mais de 100 páginas.
   Uma leitura fluída e rápida que vale muito a pena ler, mais que não seja para nos mantermos abstraídos de tudo o resto por umas horas. Acreditem que vai valer a pena e vão deliciar-se com a forma como estes dois estranhos vão desenvolvendo uma ligação com base em algo tão simples como uma conversa casual.
   A classificação que iria dar a este livro foi um grande ponto de interrogação para mim como já referi acima, mas lá decidi acabar por dar-lhe as 4 estrelas porque acabei por gostar bastante da história e quero imenso ler a continuação e ver o que ela nos traz.
"Nunca ninguém tinha entrado no seu coração dessa maneira, e com certeza nunca a esta velocidade."
Pág: 49
Classificação: 


Playlist: 


Esta leitura teve o apoio da 4 Estações Editora e O Castor de Papel que me enviou o exemplar em troca de uma opinião sincera.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Novidade | Coolbooks consolida aposta nos autores nacionais

Olá! Começo por dizer que esta novidade não é assim tão recente, tendo em conta que já devia ter sido partilhada há um mês atrás, mas por falta de oportunidade não consegui mesmo fazê-lo na altura indicada, mas também não consegui deixar passar esta novidade em branco aqui no blog e decidi vir partilhá-la convosco, mesmo que seja apenas um mês depois.
Confesso que fiquei muito feliz com esta aposta por parte da editora, embora goste muito do conceito de ela lançar ebooks na sua grande maioria a preços muito acessíveis, não deixa de ser excelente o facto de a partir de agora podermos adquirir em formato físico os nossos livros preferidos da editora.



No dia 8 de setembro, a Coolbooks inicia uma nova fase na sua vida como chancela do Grupo Porto Editora. Para além da edição dos livros no formato ebook, os livros passam também a ser publicadas em formato físico, consolidando a aposta nos novos autores de língua portuguesa. Disponíveis exclusivamente através da livraria online Wook, os exemplares físicos serão colocados à venda em simultâneo com o lançamento do ebook. A chegada deste novo formato é assinalada pelo lançamento simultâneo de 13 títulos, numa seleção editorial que abrange os dois anos de existência do projeto.


UMA NOVIDADE: 

Novidades | Marcador Editora


Sinopse: Que relação existe entre uma mulher que envenena sucessivamente os seus maridos e um presidente da República apaixonado?Qual a ligação entre um simples e honesto marinheiro e um escroque internacional que vende bugigangas religiosas fabricadas na China? Por que milagre uma imagem de Santa Rita, padroeira das causas perdidas,assume o papel de guia misteriosa das suas existências?Todas estas personagens tiveram a possibilidade de se redimir, de escolhera luz em vez da sombra. A todas foi um dia oferecida a salvação. Algumas aceitaram-na, outras recusaram-na, outras ainda não souberam reconhecê-la. Quatro histórias com ligações entre si. Quatro histórias que atravessam o quede mais comum e mais extraordinário existe na nossa vida. Quatro histórias que exploram uma questão: somos livres ou estamos presos a um destino? Será que podemos mudar?



Sinopse: É inverno nos bosques remotos e escuros do Wisconsin. Mas os arrepios sentidos pelo xerife local nada têm que ver com o frio da estação. A extravagância do crime que tem em mãos é nova para ele: um homem, uma mulher, uma criança, assassinados com um machete; e as cinzas da casa queimada espalham-se sobre o gelo e a neve. Em desespero, o xerife recorre à ajuda de Lucas Davenport, um agente policial introvertido que tem uma cabana nas redondezas. Davenport aceita o convite com relutância, mas não tardará a ter motivos para lamentar tal decisão. Ao perscrutar as cinzas do caso, emergem outros crimes chocantes. Torna-se claro que o mal anda à solta naqueles bosques, um mal que lhe é estranho mas que está, ao mesmo tempo, mais perto do que ele imagina. O Homem do Gelo é o inimigo mais determinado que Lucas Davenport alguma vez enfrentou -um serial killer decidido a cobrir com sangue o seu trilho implacável. Neste romance de cortar a respiração, o escritor John Sandford volta a criar um suspense quase insuportável, enquanto aguardamos pelo ataque da faca afiada do Homem do Gelo. É inverno nos bosques remotos e escuros do Wisconsin. Mas os arrepios sentidos pelo xerife local nada têm que ver com o frio da estação. 
A extravagância do crime que tem em mão sé nova para ele: um homem, uma mulher, uma criança, assassinados com um machete; e as cinzas da casa queimada espalham-se sobre o gelo e a neve. Em desespero, o xerife recorre à ajuda de Lucas Davenport, um agente policial introvertido que tem uma cabana nas redondezas. Davenport aceita o convite com relutância, mas não tardará a ter motivos para lamentar tal decisão. Ao perscrutar as cinzas do caso, emergem outros crimes chocantes. Torna-se claro que o mal anda à solta naqueles bosques, um mal que lhe é estranho mas que está, ao mesmo tempo, mais perto do que ele imagina. O Homem do Gelo é o inimigo mais determinado que Lucas Davenport alguma vez enfrentou - um serial killer decidido a cobrir com sangue o seu trilho implacável.


Sinopse: Pouco depois de se casar, a sorte do conde de Cerveira sofre um revés. Uma série de infortúnios deixam-no à beira da ruína financeira e não demora muito para que comece a desconfiar dos intentos da estranha de beleza intrigante que desposou. Perante a dúvida, decide enviar Leonor Sanches para um exílio temporário junto do tio, que ensina na prestigiada Trinity College, em Dublim. Conforme a epidemia de cólera vai ceifando as vidas de cristãos e anglicanos na Irlanda, também o coração de Leonor Sanches se oferece à tragédia. Cinquenta anos depois de perder o seu bem mais precioso para as tropas de Napoleão, Mariana Turner sente que está a um passo de descobrir toda a verdade sobre os acontecimentos de Março de 1809. Novas revelações apontam para que a condessa de Cerveira, encarcerada no Porto, seja a chave para resolver o mistério. Munida de uma determinação inabalável, tudo fará para conseguir deslindar o passado de Leonor Sanches -fidalga e anjo caído.


Sinopse: Shawn Reilly, oficial da CIA, recruta oficiais de informações estrangeiros para espiarem para os Estados Unidos, e considera que o seu trabalho é como vender sonhos a pessoas que precisam de dinheiro, pretendem ver os seus egos enaltecidos ou desejam vingar-se dos seus chefes ou dos seus governos. Após passar muitos anos nos lugares mais infernais do Planeta, chega, no crepúsculo da sua carreira, a Lisboa, onde enfrenta um chefe «certinho», um casamento falhado e Boris, o diretor do serviço de informações russo em Portugal, que, por sua vez, também assentou a sua mira em Reilly. Ao mesmo tempo, os serviços de espionagem líbios tentam atrair para o seu país um especialista em armas químicas da Ásia Central e a agência russa anda na peugada desse cientista. Baseado nas experiências reais do autor neste mundo de sombras, O Mercador de Sonhos de Lisboa penetra nas mentes dos principais atores para explorar a psicologia da espionagem.


NOVIDADES:

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Random #8

Olá! Já fazia um tempo que queria mudar o visual do blog para algo mais profissional e que indicasse facilmente qual é o verdadeiro conteúdo do blog e, quando por acaso me deparei com o blog da Joana, não pensei duas vezes e contactei-a.
Tenho a dizer que ela além do excelente trabalho que fez, facilitou bastante as coisas. Quando a contactei não estava bem certa do que queria, apenas sabia que pretendia algo simples e que servisse de imagem de marca do blog, contudo ela facilmente conseguiu chegar a este resultado final muito bonito.



Como podem ver a base do visual continua igual, organizada com o menu no topo, simples e bonito. Confesso que fiquei bastante satisfeita com o resultado final porque foi mesmo ao encontro daquilo que eu pretendia.
Se querem renovar o vosso blog e querem contactar alguém que tenha realmente jeito para isso, contactem a Joana. Tenho a certeza de que não se vão arrepender!

Written By Joana
O que é que vos parece a nova cara do blog? Está aprovada?